IΛMΛNΛ

sa_0.jpg sa_1.jpg sa_2.jpg sa_3.jpg sa_4_1.jpg sa_4_2.jpg sa_5.jpg sa_6.jpg sa_7.jpg sa_8_1.jpg sa_8_2.jpg sa_9.jpg sa_10.jpg sa_11.jpg sa_12.jpg sa_13_1.jpg sa_14.jpg sa_15.jpg sa_16.jpg sa_17.jpg sa_18.jpg sa_19.jpg sa_20.jpg sa_22.jpg sa_23.jpg sa_24.jpg sa_25.jpg sa_29.jpg sa_27.jpg sa_30.jpg sa_32.jpg sa_34.jpg sa_35.jpg sa_36.jpg sa_37_0.jpg sa_37.jpg sa_38.jpg sa_39.jpg sa_40.jpg sa_41.jpg sa_42.jpg sa_43.jpg sa_44.jpg sa_47.jpg sa_48_0.jpg sa_49.jpg sa_50.jpg sa_52.jpg sa_55.jpg sa_57.jpg sa_60.jpg

QUIET KIND

+ around sanuki & takamatsu, japan

na primavera de 2013 eu visitei o japão pela primeira vez e tive a chance de conhecer algumas pessoas da parte japonesa da minha família. eu nunca tinha visto eles antes e nunca nem tinha ouvido falar deles. meu pai foi comigo até essa cidadezinha chamada sanuki, e a gente passou 3 dias com eles.

foram dias meio surreais, indo para lugares totalmente desconhecidos, comendo o melhor udon e cantando no karaokê.

eu não falo nada de japonês, então tudo que eu podia fazer era observar. foi incrível olhar pra essas pessoas e pensar que elas fazem parte da minha família, entrar na casa delas e me sentir em casa.

in the spring of 2013 i visited japan for the first time and had the chance to meet people from my japanese family there. i'd never seen them before or even heard about them. my dad came with me to this small town called sanuki, and we spend 3 days with them.

it was a bit of a surreal journey, going to totally unknown places, eating the best tradicional udon and singing in karaoke.

i don't speak any japanese, so all i could do was observe. it was amazing to look at these people and think about them as family, entering their houses and feeling home.